domingo, 8 de setembro de 2013

Amigo!

Na hora da bebedeira todo mundo é amigo, quando sobra aquele 'dinheirinho' no final do mês sempre tem aquele amigo que está junto para comemorar e festejar o dinheiro que sobrou, mas e quando tudo vai mal? Não vou dizer que sou a pessoa 'mais companheira' do mundo, que nunca abandonei ninguém nessa vida, mas o fato é que existem pessoas que simplesmente não sabem "ser amigas das outras".
Acho triste quando vejo esses 'brothers' por aí que sempre 'dão a maior força' para um amigo fazer besteira, para ir festejar sem se preocupar com nada, mas quando algo de ruim acontece, estes mesmos "amigos" 'tiram o corpo fora', fingem que nada é com eles e deixam aquele que antes era 'parceirão', 'brother' arcar com as consequências de coisas que dificilmente faria sem o apoio desses "amigos".

É muito fácil você ter alguém ao seu lado quando tudo vai bem, é muito fácil estar do lado de alguém quando essa pessoa está feliz, afinal, não dá o mínimo trabalho, não traz incômodo, mas e quando aquele seu amigo está 'numa pior' e precisa de apoio? O que fazer? Virar as costas e esperar que ele resolva os próprios problemas e te convide para a próxima festa?

Depois de alguns acontecimentos é que eu fui reparar o quão sortudo eu sempre fui por não ser cercado de milhares de amigos, mas por possuir ao meu lado as pessoas certas, aquelas com as quais eu realmente poderia contar, pois parece que quando você chega 'perto do fundo do poço' fica mais fácil de ver quem é quem, quando estive mal contei com o apoio de 5 ou 6 pessoas, no máximo e quando eu realmente estava mal apenas 2 ou 3 vieram 'me levantar' e para com essas pessoas eu tenho além de um sentimento de gratidão também um certo sentimento de dívida, por saber que eles estavam lá e porque no pior momento tive certeza de que a estes sim poderia chamar de "amigos".

Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...