segunda-feira, 4 de março de 2013

Quanto custa a liberdade?

Eu sempre brinco que tenho o azar de me apaixonar por pessoas que chamo de 'espíritos livres', pessoas que não querem 'se atar' muito às outras por medo de perder uma liberdade que tanto idealizam.
Lógico, para mim não passa apenas de uma brincadeira chamar pessoas desse modo, até porque muitas vezes também não sou muito adepto de 'laços muito firmes'.
Ainda assim - para completar as contradições - eu penso às vezes que só me sinto verdadeiramente livre quando estou 'preso' a alguém, é irônico, mas quando me sinto sem vínculos com nenhuma pessoa passo a achar que há algo errado na minha vida.

Mas, penso que mesmo sozinho e muitas vezes querendo ter alguém por perto, não seja justo fazer alguém entrar numa relação que eu mesmo não veria muito futuro, um pouco pelo meu pensamento de tentar algo que seja importante apenas quando eu consigo ter plena certeza de que eu deva fazê-lo, ou talvez seja pura e simplesmente medo de entrar na vida de alguém e não causar o impacto que gostaria de causar.
Uma outra hipótese é acreditar que tenho planos de futuro bastante 'kamikazes' e se alguma coisa der errado nesses planos eu não poderei voltar atrás se tiver alguém por quem me importar além de mim.

Não foram poucas as meninas/moças/mulheres que quis tomar 'como parte integrante da minha vida', algumas com mais convicção que outras, entretanto, na maioria das vezes fiquei apenas 'na vontade', pelas mais diversas causas.
Só penso que as vezes almejamos tanto por liberdade, queremos tanto ter o nosso espaço e poder apenas 'cuidar do nosso próprio umbigo' que ficamos sós presos demais dentro de nossos próprios pensamentos.
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...