quinta-feira, 29 de setembro de 2011

Vale a pena?

(Sei que a notícia já tem mais de uma semana, mas como é ainda o 'prato principal' dos jornais de sensacionalismo resolvi também falar sobre o assunto.)


Ao ouvir, eu sinceramente, não acreditei, consederei um evento quase sobrenatural, é inconcebível que um garoto de 10 anos consiga ter acesso a uma arma e que tenha a frieza de atirar em uma professora e se matar logo em seguida, se isso já é algo inacreditável se realizado por um adulto, que se dirá por uma criança.

Não entendo como uma criança pode ter uma mente tão atormentada, até onde soube da notícia, um colega disse que em um primeiro momento, David Nogueira queria assustar a professora, entretanto, esse episódio terminou da maneira trágica que vimos.

Eu não sou pai ainda e sinceramente fico com medo de um dia sê-lo, apesar de saber que "não se cria os filhos para si e sim para o mundo", dá medo imaginar que seu filho ao ir para a escola pode ser vítima de algo tão brutal quanto a ira de um colega.

Particularmente, acredito que um dos maiores culpados (se não o principal) é o pai do garoto, Milton Nogueira, guarda municipal, que mantinha a arma (um revólver calibre 38) em casa (por ser uma arma pessoal e não da Guarda), que além de perder seu filho, ainda poderá ser condenado por homicídio culposo.


Não sou totalmente à favor do desarmamento, entretanto, são casos como esses que me fazem pensar: será que realmente vale a pena um cidadão ter uma arma em casa? Em casos de assalto, reagir não é a ação mais indicada, armado então...

Afinal, em uma época onde crianças de 10, 12 anos falam de sexo tal e qual doutores no assunto e onde cada vez mais são acometidos por 'doenças adultas', vale tanto assim a 'segurança' de ter uma arma em casa?
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...