quarta-feira, 21 de setembro de 2011

Quer pagar quanto?

Pegando um gancho da última postagem, gostaria de falar/escrever mais um pouco sobre o nosso 'maravilhoso' sistema eleitoral brasileiro.
Outra particularidade do nosso sistema eleitoral são as nossas belíssimas propagandas eleitorais gratuitas, onde candidatos utilizam alguns minutos da programação de nossas televisões para expor suas ideias de futuro e os planos de seu partido para a Nação, se fosse só isso (e se eles falassem alguma coisa coerente e/ou interessante além de promessas improváveis) não teria muito problema, entretanto não entendo por que 'eles' têm direito a exibir suas ideias 'de graça' no meio 'da minha programação'.

Ou algum dia algum lojista disse pra você: "Pode levar o que quiser da loja, sem pagar nada", pra mim não pelo menos.

Logo, o que dá o direito de um partido que reúne recursos um ano inteiro de seus associados exibir uma propaganda praticamente de graça (pra eles), por um acaso alguém recebe por mês uma hora de água ou eletricidade de graça?
Ou por acaso algum anunciante (idôneo) consegue a inserção de seus anúncios de maneira gratuita em todas as redes de comunicação?

É injusto, eu defendo a adoção do 'Horário Eleitoral Pago' afinal, se um partido não conseguir recolher e gerir recursos para inserir suas propagandas na rede aberta durante o chamado 'horário nobre' dificilmente ele terá condições de gerir as finanças de um Estado.

Ainda que me acusem de 'elitista' eu digo, é ridículo o número de partidos que temos, com a adoção do 'Horário Eleitoral Pago' pelo menos esses 'partidos nanicos' e bizarros que defendem causas dúbias seriam obrigados a desistir das eleições por falta de fundos.
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...