segunda-feira, 19 de setembro de 2011

Liberdade com restrições

Acho interessante as propagandas que fazem no período eleitoral no qual 'invocam' e alardeiam a nossa liberdade de escolher o futuro do nosso País entre outras coisas.
Entretanto, tem uma coisa que até hoje não entendi, como é que somos livres a exercer nossa cidadania se somos privados do nosso direito de nos abstermos de tal escolha?
Afinal, o voto no Brasil é obrigatório, o que faz com que de dois em dois anos em outubro milhares de pessoas perdem boa parte de um dia para serem forçados exercer a sua liberdade de escolha, o que eu, particularmente, acho ridículo, se as eleições servem como um modo do povo brasileiro exercer o seu direito de escolha, por que eu não tenho o direito de escolher 'ficar de fora' do 'maravilhoso processo da democracia'?
Sempre acreditei que a obrigatoriedade tira o prazer de qualquer coisa, logo, como eu vou ter orgulho em decidir o futuro do meu país se não tenho nem a possibilidade de escolher o que eu quero fazer no dia das eleições?
Eu só acreditaria que voto obrigatório daria certo se a população brasileira tivesse total consciência de que candidatos votar e não só acreditar em contos de fadas de que homens e mulheres humildes serão bons governantes mesmo sem ter uma plataforma de campanha decente ou colocar qualquer analfabeto no poder só por querer protestar, se quer protestar faz passeata e não elege qualquer 'palhaço' que se candidatar...
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...