sexta-feira, 17 de junho de 2011

Somos os mesmos e vivemos como nossos pais...

Desde pequeno achava interessante trabalhar ajudando meu pai, parecia um cachorrinho seguindo o dono, por todo o lado que ele ia fazendo suas obras e consertos eu ia junto, sempre de prontidão para entregar uma chave, um parafuso ou uma ferramenta qualquer.
Hoje, depois de mais de uma década assim, percebi quantas coisas existiam nessa época e eu nunca notava.
Descobri que em muitas partes os meus medos descendem dessa fase, pois como toda criança sempre tive a curiosidade de fazer o trabalho junto do meu pai, porém muitas vezes, talvez até por um pouco de medo de ver algo sair errado ou até mesmo de que eu me machucasse, ele me permitia apenas o papel de "segurador de ferramentas", não o culpo, afinal são coisas que acontecem, porém só depois de muito tempo passando por essa situação é que fui transferí-la para os dias atuais e perceber o quanto do passado pode continuar vivendo em nosso presente.
Longe de ser uma crítica aberta ao meu pai, que por sinal, mesmo depois de tanto tempo e de algumas situações ainda permanece sendo o meu herói, pois viver no mundo profissional onde ele vivia e todos os dias (apesar da aflição constante) poder deitar a cabeça no travesseiro e ter a certeza de que cumpriu a sua jornada de maneira honesta é uma tarefa digna de poucos...
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...