segunda-feira, 20 de junho de 2011

Será que somos tão diferentes assim? - II

Não entendo por que o mundo insiste em não aceitar os diferentes, católicos repudiam ateus, americanos rejeitam arábicos, 'rockers' odeiam coloridos (e vice-versa)...
Quantas vezes vamos ter de ver demonstrações de ódio contra pessoas que não pensam igual ou que apenas são diferentes, como os rapazes que incendiaram um índio no meio da rua há algum tempo atrás, precisamos discriminar as pessoas?
Quem discrimina só faz provar que de seres racionais nós humanos não temos nada...

2 comentários:

  1. Uma coisa é criticar conduta e outra é discriminar pessoas. Eu como ser cidadão, tenho total direito de criticar, de não gostar, de não aceitar, um determinado grupo de pessoas.
    Quem matta alguém por sua raça, credo, seja lá o que for, responderá por um homicidio doloso; pois bem, o ato de derramar sangue por diferença social é inaceitável. Porém o "não aceitar" pessoas de uma caracteristica diferente da sua, é ótimo para o desenvolvimento humano. Ou seja, deve-se preservar a "antropodiversidade"(termo criado por mim mesmo.... agora mesmo). Nada pior que uma cultura padrão, várias pessoas aceitando as mesmas coisas,isto leva a decadência intelectual e por sua vez moral.

    Sim! Somos tão diferentes assim!
    E isso é ótimo!!!

    ResponderExcluir
  2. Longe de querer "criar" uma sociedade de iguais, apoio muito a questão da diversidade de ideias só não acho justo que pessoas queiram ser donas da verdade ao ponto de "não aceitar" (não como sinônimo de adotar o costume do outro, mas de não respeitar a opinião do outro e querer impor a sua), isso é o que acaba com uma sociedade a intolerância a quem pensa diferente...

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...