quarta-feira, 15 de junho de 2011

Professores? Públicos? Quem precisa deles?

Chega a ser assustadora a importância que o Governo catarinense dá a educação pública, eu no lugar dos nossos representantes mal conseguiria colocar a cabeça no travesseiro e dormir.

Porque aumentar o salário de uma meia dúzia de "gatos-pingados" é tão difícil?
Será que o excelentíssimo senhor Raimundo Colombo e seus asseclas acessores nunca estudaram em uma escola pública?
Será que algum deles sabe o que é?
Ou será que todos pensam que é apenas um tipo de edifício a ser construído em época de eleição?

Claro que alterar a destinação de uma verba pública é algo que exige planejamento, mas será que não dava pra planejar um aumento previsto há dois anos? E afinal, não dava pra pensar que professor que estuda um pouco mais tem o direito a obrigação de ganhar mais por ter gasto mais em sua formação?
Estranho muito a preocupação do Governo pois passam-se quatro semanas e tudo o que eles conseguem dizer é que negociaram o máximo que podiam, será mesmo?

Afinal, se você juntar um grupo de uns dez políticos a maior hipótese é de você encontrar uns quatro que fazem algo de bom para alguém (da sua própria família), uns dois que não fazem absolutamente nada a ninguém (nem mesmo quando pedido), dois que trabalham pelo interesse do povo (em geral) e dois que até hoje estão se perguntando qual a real função deles no local onde trabalham...

Mas a minha real dúvida é: por que vinte ou trinta vereadores (eu disse apenas vereadores) ganharem cerca de sete ou oito mil reais (mais ajudas de custo) em uma cidade pequena não causa danos às finanças de um governo e professores ganhando pouco mais de mil e duzentos é capaz de criar um rombo nos cofres públicos?

Será que existem tantos professores no estado?
Ou será que existem políticos demais trabalhando pouco e ganhando muito?

Fica a dúvida...
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...