segunda-feira, 29 de dezembro de 2014

Um desabafo antes de continuar

Acho interessante a minha necessidade constante de sempre dizer algo, apesar de me considerar péssimo comunicador, porém, entre as coisas que eu menos consigo entender é a minha incapacidade de me comunicar quando tenho muito a dizer.
Acredito ser um problema até bastante comum, mas ao menos no meu caso, "ter muito a dizer" não significa necessariamente "querer dizer muito".
Provavelmente essa é uma das principais razões para as postagens se tornarem cada vez mais escassas, pois os últimos meses foram ricos em histórias, descobertas e fatos marcantes, porém, nenhuma delas parece digna de nota pública, muito pelo contrário, são dignas do mais profundo silêncio.
Nenhuma destas histórias é passível de vergonha, muito pelo contrário, são fontes de mais completo orgulho, pois, apesar de "dois errados não fazerem um certo", todo o conhecimento que se pode obter na vida é válido e precioso.
Como muitas das minhas histórias, este texto pode não fazer muito sentido quando lido sem atenção - e admito que este é um dos meus maiores objetivos, me aproveitar da falta de atenção alheia - embora acredite que nem se lido com atenção este texto fará tanto sentido assim, porém, é apenas um desabafo e em certas vezes, o melhor em desabafar está em simplesmente "dizer" o que vem à cabeça, sem a necessidade de resposta ou compreensão.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...