sexta-feira, 7 de janeiro de 2011

Quanto amor pode existir dentro de um coração?

É incrível como sempre tentamos mensurar o amor, tentando sempre dar-lo uma forma ou uma extensão, mas será que realemnte é possível fazer isso? Mais que isso, é possível um 'amor' ser tão pequeno ao ponto de quase não existir?

Será que o amor necessita mesmo de uma medida, uma duração?
Nunca entendi aquela história de "amar alguém pra sempre", além de ser até um pouco contra a natureza humana acho exagero essa coisa de "pra sempre", pode parecer a coisa menos romântica que alguém pode dizer/escrever, mas acho que mais do que 'pra sempre' o amor deve ser (como disse Vinicius de Moraes) "infinito enquanto dura".

Nunca me senti muito confortável em prometer 'amor eterno' então aprendi que pra que exista um amor verdadeiro ele deve ser vivido com todas as forças a cada dia, ou seja, aproveitar cada sorriso do outro, cada lágrima, cada momento junto de quem se ama.

Já que cada dia é único nada mais justo do que vivê-lo aproveitando a presença da pessoa amada.

Saludos!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...